IMPLICAÇÕES DA TAXA DE CÂMBIO PARA AS EXPORTAÇÕES DO POLO MOVELEIRO DE UBÁ

Jonas Carneiro Mussi, Wellington de Oliveira Massardi, João Paulo Ciribelli, Nathália Carvalho Costa

Resumo


lass="Apple-interchange-newline"> O polo moveleiro de Ubá – MG, é o terceiro maior do Brasil e o
maior de Minas Gerais, com cerca de 310 empresas no setor,
produzindo móveis de madeira, aço, tubulares, estofados, entre
outros (PIRES et al., 2008).
Considerando a alta concorrência no País, as empresas de
móveis tendem a buscar outros mercados, para que possam se
manter competitivas no panorama atual, onde a taxa de câmbio
esta em alta e a economia interna passa por dificuldades. Com
isso surgindo uma tendência para a retomada das exportações
do mobiliário.
Nesse contexto, a presente pesquisa busca responder ao seguinte
questionamento: qual a relação entre as exportações do polo
moveleiro de Ubá – MG, as cotações do dólar e o PIB?
O objetivo deste trabalho é analisar a relação entre a variação do
PIB e da taxa de câmbio com o volume de exportações das
empresas do polo moveleiro de Ubá.

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.