ANÁLISE DA VIABILIDADE ECONÔMICA ENTRE FROTA PRÓPRIA E FROTA TERCEIRIZADA: um estudo de caso na JP Móveis Ltda.

Júnior Carlos Gonçalves Paes Júnior Carlos, Helder Gomes Helder, Leonardo Parma de Lima Leonardo, David Oliveira Resende David

Resumo


Este trabalho teve como objetivo geral analisar de forma comparativa a viabilidade econômica de transportar os produtos da empresa em estudo utilizando a frota própria ou frota terceirizada, subsidiando assim informações para que se possa identificar, dentre as duas opções, a mais adequada para a empresa economicamente. Quanto aos fins, a pesquisa é descritiva. Em relação aos meios, é bibliográfica e estudo de caso. A pesquisa foi realizada através de uma análise dos dados fornecidos pela empresa, concluindo-se que economicamente é mais viável a empresa JP Moveis continuar a utilizar frota própria para viagens de longa distância e de terceiros para viagens curtas.

Texto Completo:

PDF

Referências


ABRAHÃO, Fábio; SOARES, Nilton. Estratégia de terceirização de serviços de transporte. Parte 1. 2007. Disponível em:. Acesso em: 30 abr. 2015.

ANDRADE, Maria Margarida de. Introdução à metodologia do trabalho científico: elaboração de trabalho científico na graduação. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1998.

ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Evolução recente do transporte rodoviário. 2007. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2015.

ARAÚJO, J. C.; BRAGAGNOLO, M. M. A terceirização da logística de distribuição. 2007. Monografia - Faculdade Sant Anna de Salto, Salto - SP.

BALLOU Ronald H. Gerenciamento da cadeia de suprimentos: planejamento, organização e logística empresarial. 4. ed. Porto Alegre: Ed. Bookman. 2001.

DIAS, M. A. P. Administração de materiais: uma abordagem logística. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

_________. Logística empresarial: transportes, administração de materiais e distribuição física. Trad. Hugo T. Y. Yoshizaki. 1. ed. 24 reimpr. São Paulo: Atlas, 2011.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.

FERRI, E. B. Análise de terceirização de frota própria de uma empresa do ramo alimentício. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, 2005.

FLEURY, P. F. Gestão estratégica do transporte. Revista da Madeira, jun. 2004. Disponível em: <.http://www.remade.com.br/br/revistadamadeira_materia.php?num=558&subject= Transporte&title=Gest%C3%A3o%20estrat%C3%A9gica%20do%20transporte> Acesso em: 03 jul. 2015.

HOMEM, João. Frota própria ou frota terceirizada. Disponível em: >. Acesso em: 27 maio 2015.

LAMBERT, R.; COOPER, M.; PAGH. C. Supply Chain Management: implementation issues and research opportunities. The International Journal of Logistics Management, v. 9, n. 2, 1998.

MOURA, R. A. Sistema e Técnicas de Movimentação e Armazenagem de Materiais. Volume 1. São Paulo:IMAM, 2005.

NAZÁRIO, P.; BENZECRY, M. Crise econômica: oportunidades e desafios para o Supply Chain Management, Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2015.

NOVAES, Antonio Galvao. A logística e gerenciamento da cadeia de distribuição. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

OLIVEIRA, Francisco Marcio Ferreira. Logística em questão. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2015.

PLATT, Augusto Allan. Logística em cadeia de suprimentos. Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração/ UFSC, 2007.

RAZZOLINI, F. Transporte e modais com suporte de TI e SI. Curitiba: Ibpex, 2009.

REZENDE, A. C. S. Transporte rodoviário de cargas: A atividade logística com maior índice de terceirização. Guia de Logística, out. 2001. Disponível em: Acesso em: 20 abr. 2015.

SILVA, Antônio Carlos R. da. Metodologia da pesquisa aplicada à contabilidade. São Paulo: Atlas, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.