ESTRATÉGIAS DE ENSINO E RECURSO PEDAGÓGICO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Mariana Batista Rufino, Eveline Torres Pereira, Renata Aparecida Rodrigues Oliveira, Elizângela Fernandes Ferreira

Resumo


O estudo trata-se de uma revisão integrativa acerca das estratégias de ensino e recursos pedagógicos empregados no processo de inclusão do aluno com deficiência visual (DV) nas aulas de educação física (EFI). O percurso metodológico seguiu os critérios das seis fases da revisão integrativa: 1-estabelecimento da hipótese ou questão da pesquisa; 2- definição da amostragem; 3- categorização dos estudos; 4- avaliação dos artigos selecionados; 5- interpretação dos resultados; 6- apresentação dos resultados da pesquisa. Foram capturados 9 artigos da área da saúde e educação, disponibilizados nas bases de dados do Portal da Capes e nas Revistas da área da Educação Física Adaptada. Após a análise dos estudos, obtiveram-se duas categorias: 1) Características das estratégias de ensino e recursos pedagógicos para inclusão do aluno com DV nas aulas de EFI; ambiental, didática, sonora, tátil e visual. 2) Dificuldades enfrentadas pelos docentes e discentes no processo de inclusão do aluno com DV nas aulas de EFI. De forma geral, os estudos apontaram que as estratégias de ensino mais utilizadas para a inclusão dos alunos com DV nas aulas de EFI, foram a sonora (33,33%), tátil (23,33%), didático (23,33%), ambiental (13,33%) e visual (6,67%). Já os recursos pedagógicos mais empregados nos estudos estão a corda guia e a bola com guizo. Além disso, a ausência de materiais, formação profissional na área e infraestrutura inadequada foram as principais dificuldades mencionadas pelos docentes para incluir o aluno com DV nas aulas de EFI. Enquanto que, para os discentes os fatores que dificultavam a sua participação efetiva nas atividades em aula estavam relacionados à didática do professor, disponibilidades dos recursos pedagógicos e relações interpessoais.


Texto Completo:

PDF PDF

Referências


ALMEIDA, A. N. F.; PICANÇO, A. N. F. Educação especial da pessoa com deficiência visual: Uma revisão integrativa da literatura. Revista de Biologia e Ciências da Terra, v. 14, n. 1, p. 69-79, 2014.

ALVES, M. L. T.; DUARTE, E. A inclusão do deficiente visual nas aulas de educação física escolar: impedimentos e oportunidades. Revista da Educação Física/UEM, Maringá, v. 27, n. 2, p. 231-237, 2005.

ALVES, M. L. T.; DUARTE, E.A percepção dos alunos com deficiência sobre a sua inclusão nas aulas de Educação Física escolar: um estudo de caso. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, v. 28, n. 2, p. 329-338, 2014.

BRASIL. Senado Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: nº 9394/96. Brasília: 1996.

]______. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, Senado, 1998.

______. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Censo Escolar da Educação Básica 2013: Resumo técnico. Brasília: O Instituto, 2014.

______. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. 2012.

Disponível em:

Acesso em: 04 mai. 2016

______. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2000. 2010

Disponível em:

COSTA, V. B. A Prática Social da Convivência Escolar Entre Estudantes Deficientes Visuais e seus Docentes: o estreito caminho em direção à inclusão. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2009.

______. Inclusão escolar na educação física: reflexões acerca da formação docente. Revista Motriz, Rio Claro, v. 16, n. 4, p. 889-899, out/dez, 2010.

ESPOTE et al. Inclusão de surdos: revisão integrativa da literatura científica. Revista Psico-USF (impr.), v. 18, n.1, p. 77-88, jan/abril, 2013.

FALKENBACH, A. P.; LOPES, E. R. Professores de educação física diante da inclusão de alunos com deficiência visual. Revista Pensar a Prática, v. 13. n.3, p. 1-18, set/dez, 2010.

FIORINI, M. L. S. Concepção do professor de Educação Física sobre a inclusão do aluno com deficiência. 2011. 143 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, 2011.

FIORINI, M. L. S.; MANZINI, E. J. Inclusão de Alunos com Deficiência na Aula de Educação Física: Identificando Dificuldades, Ações e Conteúdos para Prover a Formação do Professor. Revista Brasileira de Educação Especial, v. 20, n. 3, p. 387-404, jul/set, 2014ª

_______. Formação do professor de educação física para inclusão de alunos com deficiência. Revista Poíesis Pedagógica, v. 12, n. 1, p. 94-109, jan/jun, 2014b.

______. Dificuldades dos professores de Educação Física diante da inclusão educacional de alunos com deficiência. In: V Congresso Brasileiro de Educação Especial. Anais..., 2012, São Carlos.

FIORINI, M. L. et al. Estratégias de ensino para alunos deficientes visuais: a Proposta Curricular do Estado de São Paulo. Revista Motriz, Rio Claro, v. 19, n. 1, p. 62-73, jan/mar. 2013.

LEITÃO, J. C.; FERNANDES, C. T. Inclusão escolar de sujeitos com deficiência visual na rede regular de ensino brasileira: revisão sistemática. Revista Linhas Críticas, Brasília, v. 17, n. 33, p. 273-289, maio/ago, 2011.

MARTINELLI, S. C.; SCHIAVONI, A. Percepção do aluno sobre sua interação com o professor e status sociométrico. Revista Estudos de Psicologia, Campinas, v. 26, n. 3, p. 327-336, jul/set, 2009.

MENDES, E. G. Pesquisas sobre inclusão escolar: revisão da agenda de um grupo de pesquisa. Revista Eletrônica de Educação, v. 2, n. 1, jun, 2008.

MONTILHA et al. Percepções de escolares com deficiência visual em relação ao seu processo de escolarização. Revista Paideia, v. 19, n. 44, p. 333-339, 2009.

MUNSTER, M. A. V. Inclusão de Estudantes com Deficiências em Programas de Educação Física: Adaptações Curriculares e Metodológicas. Revista da Sobama, Marília, v. 14, n. 2, p. 27-34, jul/dez, 2013.

MUNSTER, M. A.; ALMEIDA, J. J. G. Atividade física e deficiência visual. In: GREUGUOL, M.; COSTA, R. F. Atividade física adaptada: qualidade de vida para pessoas com necessidades especiais. Barueri: Manole, 2013.p. 30-77.

PEREIRA, C. L.; SANTOS, M. Educação inclusiva: Uma breve reflexão sobre avanços no Brasil após a declaração de Salamanca. Revista da Católica, v. 1, n. 2, p. 265-2774, 2009.

ROCHA, M.T. de L.; LIMA, F.R. ; UCHÔA, F.N.; ANDRADE, R. de A.; DANIELE, T.M. da C. A percepção do deficiente visual sobre a educação física escolar. Coleção Pesquisa em Educação Física, Várzea Paulista, v. 13, n. 1, p. 07-14, 2014.

RODRIGUES, D. A educação física perante a educação inclusiva: reflexões conceptuais e metodológicas. Revista da Educação Física, Maringá, v. 14, n. 1, p. 67-73, 2003.

SEABRA JUNIOR, M. O. et al., 2013. Formatação ilustrativa e descritiva de estratégias e recursos pedagógicos para o ensino de alunos cegos e com baixa visão em ambientes inclusivos. Revista Educação Especial, v. 28, n. 51, p. 13-26, jan/abr. 2015

_______. Estratégias de Ensino e Recursos Pedagógicos para o ensino do Aluno com Deficiência Visual na Atividade Física Adaptada. 2008. 127 f. Tese (Doutor em Educação)- Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Filosofia e Ciências, da Universidade Julio de Mesquita Filho, Marília, 2008. Disponível em: . Acesso em: 04 mai. 2016.

STRAPASSON, A. M.; CARNIEL, F. A Educação Física na Educação Especial. Revista DigitalEfdeportes, Buenos Aires, n. 104, jan. 2007.

TASSA, K. O. M. E.; CRUZ, G. C.Formação docente e inclusão escolar em um curso de Licenciatura em Educação Física.Revista Educação Especial, v. 29, n. 54, p. 121-132, jan/abr, 2016.

TINOCO, D. F.; OLIVEIRA, F. F.; A inclusão do portador de deficiência visual nas aulas de Educação Física. Revista Digital Efdeportes, Buenos Aires, n. 138, nov. 2009.

Disponível em: .

Acesso em 06 mai. 2016.

UNESCO. Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. Declaração de Salamanca sobre princípios, política e práticas na área das necessidades educativas especiais 1994. 1998.

Disponível em:

Acesso em: 09 mai. 2016


Apontamentos

  • Não há apontamentos.