QUALIDADE DE VIDA DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO BÁSICA

Igor Masala Lopes, Elizângela Fernandes Ferreira Santos Diniz, Victor Neiva Lavorato, Renata Aparecida Rodrigues de Oliveira

Resumo


O termo “qualidade de vida” (QV) é subjetivo, porém é considerado um método para verificar como as pessoas percebem o bem-estar físico, mental e social. Nota-se que, na área da docência, por apresentar inúmeros fatores estressantes, a QV pode ser afetada. Assim, o objetivo do presente estudo foi analisar a relação entre a carga horária e a QV dos professores de uma cidade do interior de Minas Gerais. Trata-se de um estudo descritivo de corte transversal, desenvolvido entre junho e julho de 2019, realizado com 46 professores da cidade de Guidoval-MG. Foi aplicado o Questionário World Health Organization Quality of Life/brief (WHOQOL/breve) para avaliar a QV dos docentes da educação básica, com seus respectivos domínios (físico, psicológico, meio ambiente e relações sociais. Os avaliados apresentaram idade média de 41,93+ 8,57 anos, carga horária de trabalho semanal de 28,67+ 10,93 horas e tempo de atuação profissional de 17,36+ 10,51 anos. O escore médio da QV geral foi de 71,29+ 7,77 pontos, com maiores valores para os domínios “relações sociais” e “meio ambiente”, e uma baixa na média do domínio “físico e psicológico”. Encontrou-se uma correlação fraca entre os domínios “meio ambiente” e “tempo de atuação” (r= 0,308; p<0,05). Concluiu-se que os professores avaliados apresentaram menores valores no domínio “físico e psicológico”, porém a carga horária não se correlacionou com o QV deles


Palavras-chave


qualidade de vida; professores; educação básica

Texto Completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, T. M; CARVALHO, F. M. Condições de trabalho docente e saúde na Bahia: estudos epidemológicos. Educação e Sociedade, Campinas, v. 30, n. 107, p. 427-449, maio/ago. 2009.

BARALDI, S.; BAMPI, N. S.; PEREIRA, M, F.; BRANDÃO, A. M. Avaliação da qualidade de vida de estudantes de nutrição. Trabalho Educação e Saúde, v. 13, n. 2, p. 515-531, 2015.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Sinopse estatística da educação básica. 2013. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/basica-censo-escolar-sinopse-sinopse. Acesso em: 25 nov. 2013.

BOTH, J.; NASCIMENTO, J. V.; SONOO, C. N.; LEMOS, C. A. F.; BORGATTO, A. F. Condições de vida do trabalhador docente: associação entre estilo de vida e qualidade de vida no trabalho de professores de Educação Física. Motricidade, Vila Real, v. 6, n. 3, p. 2-4, set. 2004.

CARDOSO, V. R. A. P.; IERVOLINO, S. A. Escolas promotoras de saúde. Revista Brasileira Crescimento Desenvolvimento Humano, RJ, v. 18, n. 2, p. 107-115, 2008.

CRUZ, R. M. Saúde docente, condições e carga de trabalho. Revista Eletrônica de Pesquisa e Docência, v. 3, n. 4, p. 147-160, jul. 2010.

DELCOR, N. S.; ARAÚJO, T. M.; REIS, E. J. F. B.; PORTO, L. A.; CARVALHO, F. M.; SILVA, M. O.; ANDRADE, J. M. Condições de trabalho e saúde dos professores da rede particular de ensino de Vitória da Conquista, Bahia, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 20, n. 1, p. 187-196, jan.-fev, 2004.

FERNANDEZ, A. P. O.; FURTADO, K. C. N.; RAMOS, M. L. S.; Satisfação no trabalho docente: uma análise a partir do modelo social cognitivo de satisfação no trabalho e da eficácia coletiva docente. Estudos de Psicologia, v. 21, n. 2, p.179-191, abr.-jun., 2016.

FLECK, M. P. A.; LOUZADA, S.; XAVIER, M.; CHACHAMOVICH, E.; VIEIRA, G.; SANTOS, L.; PINZON, V. Aplicação da versão em português do instrumento abreviado de avaliação da qualidade de vida “WHOQOL-bref”. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 34, n. 2, p. 178-183, 2000.

GIMENES, G. F. Usos e significados da qualidade de vida nos discursos contemporâneos de saúde. Trabalho, Educação e Saúde, v. 11 n. 2, p. 291-318, 2013.

GONÇALVES, M. M.; FONSECA, N. R. S.; CARREIRO, D. M.; COUTINHO, L. T. M.; SANTOS, J. S. Associação entre qualidade de vida e trabalho: a percepção de estudantes de graduação em enfermagem. Revista Brasileira de Qualidade de Vida, Ponta Grossa, v. 8, n. 2, p. 159-174, abr./jun. 2016.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Guidoval. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/guidoval/panorama. Acesso em: 26 set. 2019.

KAWAKAME, P. M. G.; MIYADAHIRA, A.M.K. Qualidade de vida de estudantes de graduação em enfermagem. Revista Escola de Enfermagem da USP, v. 39, n. 2, p.164, 2005.

KOETZ, L.; REMPEL, C.; PÉRICO, E. Qualidade de vida de professores de instituições de ensino superior comunitárias do Rio Grande do Sul. Ciência & Saúde Coletiva, v. 18, n. 4, p. 1019-1028, 2013.

MINAYO, M. S. C.; HARTZ, Z. M. A.; BUSS, P. M. Qualidade de vida e saúde: um debate necessário. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 5, n. 1, p.7-18, 2016.

OLIVEIRA, R. A. A.; AMORIM, P. R. S.; MOREIRA, O. C.; MOTA JÚNIOR, R. J.; LIMA, L. M.; MARINS, J. C. B. Prevalence of metabolic syndrome and associated factors in basic education teachers. Revista Andaluza de Medicina del Deporte, v.12, n. 3, p. 216-220, 2019.

PEREIRA, É. F.; TEIXEIRA, C. S.; LOPES, A. S. Qualidade de vida de professores de educação básica do município de Florianópolis, SC, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, v. 18, n. 7, p. 1963-1970, 2013.

RAMOS, L. R. Fatores determinantes do envelhecimento saudável em idosos residentes em centro urbano: Projeto Epidoso, São Paulo. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 19, n. 3, p. 793-798, maio-jun. 2003.

ROCHA, V. M.; FERNANDES, M. R. Qualidade de vida: uma perspectiva para promoção da saúde do trabalhador. Revista Brasileira de Psiquiatria, Rio Grande do Sul, v. 8, n. 2, p. 24-36, mar. 2007.

SALGADO, R. D. C.; SIQUEIRA, S. S.; SALGADO, T. C. Qualidade de vida do estudante trabalhador: uma amostra dos discentes de cursos superiores do Instituto Federal do Piauí, Campus Floriano. Revista Soma, Teresina, v. 2, n. 2, p. 35-46, jul./dez. 2016.

SOUZA, A. S.; COUTINHO, L. T. M.; BRITO, J. M. P.; COSTA, N. S.; COUTINHO, W. L. M. Fatores associados à qualidade de vida no trabalho entre professores do ensino superior. Arquivos de Ciências da Saúde, São José do Rio Preto-SP, v. 22, n. 4, p. 46-51, 2015.

TAVARES, D. D. F.; OLIVEIRA, R. A. R.; MOTA JÚNIOR, R. J.; OLIVEIRA, C. E. P.; MARINS, J. C. B. Qualidade de vida de professoras do ensino básico da rede pública. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, v. 28, n. 2, p.191-197, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.