ANÁLISE E SOLUÇÕES DE ACESSIBILIDADE WEB PARA DEFICIENTES VISUAIS UTILIZANDO OS PADRÕES W3C

João Hebert Ferreira Júnior Ferreira Júnior, Ana Amélia de Souza Pereira

Resumo


Aparelhos com acesso à internet vêm se tornando algo popular entre todas as pessoas e, em virtude disso, evidencia-se a exclusão que ocorre na web em relação aos usuários com necessidades especiais. Considerando a inclusão desse público, este trabalho teve como objetivo analisar características de acessibilidade na web segundo as diretrizes de acessibilidade W3C, de acordo com conhecimento sobre o tema entre grupos de desenvolvedores web e deficientes visuais, utilizando o método quali-quantitativo não-experimental. Os questionários criados foram submetidos a testes manuais por meio de um leitor de tela e publicados em grupos de redes sociais. Depois do fechamento da coleta dos dados, as respostas das questões objetivas foram tabeladas e as discursivas analisadas por meio do software Iramuteq. Após a conclusão da pesquisa, foi realizado um estudo de caso onde é demonstrado possíveis soluções de acessibilidade, de acordo com a organização W3C, e as páginas HTML utilizadas foram validadas de forma automática. Pôde-se concluir que a maioria dos programadores entrevistados não aplicam acessibilidade em seus trabalhos e as maiores dificuldades enfrentadas pelos deficientes visuais são problemas com imagens e CAPTCHA.

Texto Completo:

PDF

Referências


BITTAR, Thiago Jabur et al. Uma verificacao de acessibilidade em formularios de contato de universidades publicas brasileiras. In: em CISTI2012− 7a Conferencia Iberica de Sistemas e Tecnologias de Informaciio. 2012. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Renata_Fortes/publication/261276142_An_assessment_of_accessibility_in_contact_forms_of_Brazilian_public_universities/links/54b65c8b0cf24eb34f6d1038.pdf. Acesso em: 28 de junho. 2019.

BOSSI, Aline. Acessibilidade web: sua importância e impacto social. Medium, 2017. Disponível em: https://medium.com/venturus/acessibilidade-web-sua-import%C3%A2ncia-e-impacto-social-df4c15fdcf1e. Acesso em: 25 de mar. 2019.

BRASIL. LEI Nº 13.146, DE 6 DE JULHO DE 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Diário Oficial da União, Brasília-DF, 7 de julho de 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm. Acesso em: 30 de mar.2019.

______. LEI Nº 7.853, DE 24 DE OUTUBRO DE 1989.Dispõe sobre o apoio às pessoas portadoras de deficiência, sua integração social, sobre a Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência - Corde, institui a tutela jurisdicional de interesses coletivos ou difusos dessas pessoas, disciplina a atuação do Ministério Público, define crimes, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília-DF, 25 de outubro de 1989. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7853.htm. Acesso em: 30 de mar.2019.

CGI.BR. Comitê Gestor da Internet no Brasil. Dimensões e características da Web brasileira: um estudo do.gov.br,2010. Disponível em: https://www.cgi.br/media/docs/publicacoes/2/cgibr-nicbr-censoweb-govbr-2010.pdf. Acesso em: 05 de jun. 2019.

CUNNINGHAM, Katie. Accessibility Handbook: Making 508 Compliant Websites. Sebastopol: O’REILLY, 2012. 98 p.

CUSIN, Cesar Augusto; VIDOTTI, Silvana Aparecida Borsetti Gregorio. Inclusão digital via acessibilidade web| Digital inclusion via web accessibility. Liinc em Revista, v. 5, n. 1, 2009.Disponível em: http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3189/2851. Acesso em: 18 de mai. 2019.

DE BORBA CAMPOS, Marcia; SÁNCHEZ, Jaime; DE SOUZA, Thânia Clair. Acessibilidade na Web no Brasil: percepções dos usuários com deficiência visual e desenvolvedores Web. Proceedings of the Nuevas Ideas en Informática Educativa TISE, 2013. Disponível em: http://www.tise.cl/volumen9/TISE2013/325-333.pdf. Acesso em: 01 de mar. 2019.

DIAS, Ana Luiza. Um processo para sistemas web com foco em acessibilidade e usabilidade, 2014. Dissertação (Doutorado em Ciências de Computação e Matemática Computacional). Universidade de São Paulo, São Carlos, 2014.

FERREIRA, S.; SANTOS, R.; SILVEIRA, D. Panorama da Acessibilidade na Web Brasileira, 2007. Disponível em: http://www.anpad.org.br/admin/pdf/ADI-C1223.pdf. Acesso em: 19 de jun. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cartilha Do Censo 2010 Pessoas com Deficiência. Brasília, 2002. Disponível em: http://www.portalinclusivo.ce.gov.br/phocadownload/cartilhasdeficiente/cartilha-censo-2010-pessoas-com-deficiencia.pdf. Acesso em: 18 de abr. 2019.

IBPAD. Instituto Brasileiro de Pesquisa e Análise de Dados. Você conhece o Iramuteq? Veja funcionalidades e exemplos de uso. 2017. Disponível em: https://www.ibpad.com.br/blog/analise-de-dados/iramuteq-veja-aqui-funcionalidades/. Acessado em 20 de abr. 2019.

KALBAG, Laura. Accessibility For Everyone. New York: A Book Apart, 2017. 174 p.

NUNES, S. S. A acessibilidade na internet no contexto da sociedade da informação. 2002. 2002. Tese de Doutorado. Dissertação (Mestrado em Gestão de Informação)–Faculdade de Engenharia, Universidade do Porto, Porto. Disponível em: https://paginas.fe.up.pt/~mgi01016/is/acessibilidade.pdf. Acesso em: 19 de abr. 2019.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar, como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais 8.ed. São Paulo 1997, p. 34).

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002.

TORRES, Elisabeth Fátima; MAZZONI, Alberto Angel; DA MOTA ALVES, João Bosco. A acessibilidade à informação no espaço digital. Ciência da Informação, v. 31, n. 3, 2002.

VALDES, Leo. Acessibility on the Internet, 2000. Disponível em: https://www.independentliving.org/docs5/UN-Report-accessibility-on-the-internet.html. Acesso em: 01 de mar. 2019.

W3C BRASIL, Conhecendo o W3C, 2011. Disponível em: http://www.w3c.br/Sobre/ConhecendoW3C#history. Acesso em: 25 de mar. 2019.

______. Cartilha Acessibilidade Na Web, 2015. Disponível em: http://www.w3c.br/pub/Materiais/PublicacoesW3C/cartilha-w3cbr-acessibilidade-web-fasciculo-II.pdf. Acesso em: 25 de mar. 2019.

______. Web Content Accessibility Guidelines (WCAG) 2.1, 2018. Disponível em: https://www.w3.org/TR/WCAG21/#background-on-wcag-2. Acesso em: 27 de mar. 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.